quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Apresentada e aprovada Moção de Aplausos e Reconhecimento à professora Adenir Vendrame



De iniciativa do vereador Diogo Orben  e pretende mostrar importância da professora Adenir Vendrame,  pelos relevantes trabalhos prestados junto à sociedade Juruenense


MOÇÃO DE APLAUSOS E RECONHECIMENTO Nº.  002/2019


                
A CÂMARA MUNICIPAL DE JURUENA, POR INTERMÉDIO DO SR. VEREADOR DIOGO ORBEN, MANIFESTA VOTOS DE APLAUSOS E CONGRATULAÇÕES A  PROFESSORA ADENIR VENDRAME, PELOS RELEVANTES TRABALHOS PRESTADOS JUNTO À SOCIEDADE JURUENENSE. 

Requeremos à douta Mesa, após ser ouvido o Egrégio Plenário, observadas as formalidades regimentais, sejam consignados na ata dos trabalhos da presente Sessão MOÇÃO DE APLAUSOS E RECONHECIMENTO A PROFESSORA ADENIR VENDRAME .
   A presente homenagem é fruto do Reconhecimento desta Egrégia Casa Legislativa a PROFESSORA ADENIR VENDRAME Veio para Juruena no ano de 1980, com cinco anos de idade. Foi morar no sítio com sua família. Iniciou seus estudos aos nove anos na Escola Municipal São João Batista, essa que funcionava num barraquinho construído pelos pais, esse coberto de laminas e as carteiras de caules de árvores com uma tábua para escrever. “Ali, no barraquinho e entre paredes da floresta estudavam crianças felizes e cheias de esperanças”.   Nessa época, estudava na companhia de seus irmãos a Maninha, a Preta e o Dri ,e também, dos filhos da dona Otilia, da dona Tereza, da dona Maria e do seu Pedro. Viveu uma infância muito feliz, sempre brincava com os irmãos, com as coisas que inventavam e aproveitavam da natureza. Também tinham, ela e os irmãos, o compromisso de ajudar os pais na lida da roça, essa que tiravam o sustento da época.
Aos quinze anos foi morar na cidade para continuar estudando. Nessa época, trabalhou em casa de famílias, cuidando da casa e sendo babá. Estudou na escola Municipal 07 de Maio e também na Escola Estadual Dom Aquino Correa.
Em 1994 iniciou sua carreira de educadora, ingressando na Prefeitura Municipal de Juruena através de um concurso público, aonde foi lotada pela Secretaria Municipal de Educação no Jardim de Infância Arco-Íris, hoje Centro de Educação Infantil Arco-Íris. Sua primeira sala, uma turma de maternal. 
Em 1995 iniciou o magistério através de um projeto chamado Geração, esse foi desenvolvido, na época, em parceria do governo do estado com as Prefeituras municipais. Esse período de estudos foi de 3 anos e meio, essa que, juntamente com outras professoras, estudavam nas férias de Julho e Janeiro no município de Aripuanã.  “Foi um momento muito difícil para todos nós, não tínhamos férias, mas um período muito importante, pois tivemos o básico para sermos professores. Tivemos um alicerce firmado nas teorias e na prática.” No ano de 1997 iniciou docência no ensino fundamental na Escola Municipal 07 de Maio. Nessa escola desenvolveu projetos de educação ambiental que lhe renderam dois diplomas, oferecidos pelo MEC, de Honra ao Mérito Nacional por desenvolvimento de trabalhos relevantes voltado para a melhoria do ensino no país. Nesse mesmo período trabalhou na escola Rural Dorval Bonetti e também na escola Municipal 04 de Julho. Nessa última desenvolveu um projeto juntamente com a professora  Edinéia Cortonez Vieira, intitulado Aprendendo com fantoches, um trabalho importante que ficou entre os cinco melhores do estado de Mato Grosso através do Prêmio de Qualidade na Educação Infantil. 
Em 2007 retornou para a Educação Infantil no Centro de Educação Infantil Arco-Íris. Em 2008 foi uma das vencedoras, na categoria de educação infantil, do Prêmio Nacional Professores do Brasil com o projeto Lendo a Floresta. Um pouco mais tarde, 2012 foi uma dos dez vencedores do 3º  Prêmio Ecofuturo de Educação para a Sustentabilidade, esse de caráter Nacional oferecido pelo Instituto Ecofuturo. A mesma concorreu com o projeto Contando um Conto Aprendendo um Tanto Sobre a Floresta Amazônica. Esse que foi publicado no livro “Cuidar e Saber” do Instituto Ecofuturo.
 Em 2017 foi destaque Estadual no prêmio Professores do Brasil ficando em 2ª lugar na categoria de educação infantil, no estado, com o projeto “Educação Financeira na Educação Infantil: A festa da Filomena” Esse trabalho que foi desenvolvido aqui no município por dois anos com o apoio da Cooperativa Sicredi.   Para a professora os prêmios comprovam lá fora, que a nossa educação, aqui no município, está no caminho certo. Que trabalhamos buscando a qualidade. Eles servem também para divulgar nossos esforços enquanto educadores. Esses prêmios abrem portas para novas buscas e conquistas de territórios nos caminhos da educação. Bom para nós professores e para o município.
Formou-se em Pedagogia em 2004 pela Universidade Federal de Mato Grosso. Fez os seguintes cursos em Pós-graduação: 
Educação Ambiental pela Associação Juinense de Ensino superior-AJES;
Psicopedagogia clinica e institucional pela Faculdade Mantenense dos Vales Gerais-INTERVALES;
Práticas e Saberes na Educação Infantil pela Universidade do Mato Grosso-UNEMAT;
Educação Infantil e Ensino Fundamental pela Faculdade Mantenense dos Vales Gerais-INTERVALES;
A mesma acredita no processo da educação para a transformação de uma sociedade, mas também sabe que a educação sozinha não consegue muito. “Estamos longe de conseguirmos, falo enquanto município, estado, pais e mundo, a transformação necessária para a sociedade através do processo educativo. A escola ainda é muito sozinha. E pelo que vejo, estamos cada dia mais, perdendo referencias e pilares que sustentam a educação de qualidade e democrática em nosso país.”
Teve a maior parte de sua vida dedicada a educação infantil, sendo muito prestativa e admirada pela sua paciência e dedicação com todos nossos pequenos, tratando-os com muito amor e um enorme carinho. É admirada pelos e pais e profissionais da educação por desenvolver trabalhos voltados ao meio ambiente sempre conscientizando os alunos nessa questão. Um grande exemplo foi o jardim no novo prédio do Centro de Educação Infantil Arco-Íris, que fez em parceria com as professoras Célia e Marilene, dando vida aquele local. Esse trabalho contou com a participação dos alunos e demais funcionários da escola. “É preciso ensinar nossas crianças valorizarem a vida. É cuidando da plantinha todo dia, observando o pouso da borboleta e da abelha na flor... e tantas outras conexões que acontecem no jardim, que as crianças entendem que a vida passa pelo CUIDADO! Com certeza crescerão pessoas que saberão cuidar de SI e da nossa grande CASA COMUM”. 

Plenário Vereadora Luiza Terezinha Voltoline da Câmara Municipal de Juruena, sala das Sessões, em 21 de Novembro de 2019.


AUTOR:          

DIOGO ORBEN
Vereador PROS



Coautores


Francisco Backes                                       Darci Vieira Lopes
  Vereador PROS                                       Vereador PSD



Antonio Maximiano da Silva             Marcelo Gonçalves de Araújo
            Vereador SD                                         Vereador PSB


Cicero Jose João de Carvalho                 Nadir Salete Pedroso
     Vereador DEM                                      Vereadora PROS


Fernando Rodrigues Boiko                     Carlos Alexandre A. Lopes
   Vereador SD                                             Vereador PSB


COMPARTILHE

Author:

COMENTE COM O FACEBOOK

0 comentários: